O Blog Do Mendes

Canção Caubói

Publicado em Azeitonas por miguelaj em June 30th, 2008

No algarve, terra de coboiadas, há uma placa de auto-estrada que lê o seguinte:

“FARO-ESTE”

Canção Caubói

ouve só os planos que eu tenho para ti
tardes lentas, faro-este (quase Tenessee)
os dois hipnotizados no espiral da tumbleweed

tu no meu alpendre, seca de poeira
embalada pelo swing do balanço da cadeira
ao som duma canção caubói que eu tenho para ti

sing-a-long
ding-a-lin’
Ride on, ride on
With this poor, lonesome cowboy
And this cowboy song

o crepitar da lenha fumegando ao lume
bafo de jack daniels e nodoas de estrume
uivos de lobo e lendas de mohawk

enquanto tu me estragas com mimos e  biscoitos
aproveito para limpar o cano da minha 0.38
e assobio esta canção caubói, mais certeira que bodóque
sing-a-long
ding-a-ling
Ride on, ride on
With this poor, lonesome cowboy
And this cowboy song

 

Get the Flash Player to see the wordTube Media Player.

download (clicar no botão direito do rato e escolher “save target as” ou “guardar destino como”)

Matérias do Coração

Publicado em Azeite Excedentário por miguelaj em June 27th, 2008

tf57qgz5ez

O Romântico Autêntico

Publicado em Azeite Excedentário por miguelaj em June 27th, 2008

O romântico autêntico
Apanha as flores que nascem do asfalto
e toma de assalto
o coração de ninguém

O romântico autêntico
De dia deita-se à sombra do triste
Cipestre que não existe
E apanha versos do chão

Do poema que nunca fará
Da cantiga que não cantará
Ao amor que Deus não Lhe dará
E regressa à casa que sabe que nunca terá
Ele é só

Um romântico autêntico
Um tipico Romântico

O romântico Autêntico
Quer lá saber das estrelas, do azul do céu,
do azul do mar
e dos passarinhos na primavera

O romântico autêntico
Apanha as flores que nascem do asfalto
e toma de assalto
Os versos do chão

Do poema que nunca fará
Da cantiga que não cantará
Ao amor que Deus não Lhe dará
E regressa à casa que sabe que nunca terá
Ele é só

Um romântico autêntico
Um tipico Romântico
(e o romântico autêntico não manda flores a ninguém)

Get the Flash Player to see the wordTube Media Player.

(download) clique aqui com o botão direito do rato: save target as/guardar destino como

 

Blitz

Publicado em Entrevistas por miguelaj em June 20th, 2008

Blitz Junho 2008

Sonhos

Publicado em Azeite Excedentário por miguelaj em June 3rd, 2008

Voltei. Finalmente resolvi a questão do “estúdio em casa”. O material tem sempre razão.
Gravei esta música no “guitalele” do meu sobrinho, que é uma guitarra de dois palmos de comprimento.

Sonhos

Quando a lua chega
Levando o sol cruel
Só a noite me aconchega
No seu terno e doce mel
E eu posso enfim sonhar
Que tu és minha e eu sou teu
Pudesse eu nunca acordar
Deste sonho meu
Sonhos, sonhos
Delírios serenos
Só sonhos me querem bem
Sonhos, sonhos,
Guardasses ao menos
Um sonho para mim também
Só a lua deixa
Que eu seja quem não sou
Para que em sonhos, eu me veja
Com que eu não estou
E eu não quero acordar
Quero ir para onde eu não vou
Pudesse eu nunca mais voltar
Deste sonho meu
Sonhos, sonhos
Delírios serenos
Sonhos que me querem bem
Sonhos, sonhos
Guardasses ao menos
Um sonho para mim também

Get the Flash Player to see the wordTube Media Player.

(download)