O Blog Do Mendes

Baile dos sem-ninguém

Publicado em Azeite Excedentário por miguelaj em December 11th, 2007

Uma das muitas músicas que ficaram de fora da Rádio Alegria. Neste género “ball-room dancing” já havia a Cantigas de Amor, que ganhou. Entretanto mudei uns acordes e umas partes da letra (que ficou como aqui publico), mas o que tenho gravado é isto (Randy Newman meets Rosa Lobato Faria, circa 1ª guerra mundial). Quando gravar a versão actualizada, ponho aqui.

Get the Flash Player to see the wordTube Media Player.

download

Baile dos Sem-ninguém

Quando o coração se cansa
De procurar alguém
É a hora de ensaiar a dança
No baile dos sem ninguém

Aqui vêm por costume
Os que a noite fez refém
Fogem do amor e do ciúme
pro baile dos sem ninguém

Um a um, vê como vão
Arejar o coração
Trocando o passo no compasso da solidão
Sabem que amanhã há outra sessão

Se me vires dançar comigo
Dança contigo também
Amigo não empata amigo
No baile do sem-ninguém

Todas as noites dançamos
À espera de quem nunca vem
É por isso que ainda voltamos
Ao baile dos sem-ninguem

Um a um, vê como vão
Arejar o coração
Trocando o passo no compasso da solidão
Sabem que amanhã há outra sessão

Resta-me a vã esperança
Que tu gostes de mim também
E que esta seja a nossa ultima dança
No baile dos sem-ninguém

5 Responses to 'Baile dos sem-ninguém'

Subscribe to comments with RSS or TrackBack to 'Baile dos sem-ninguém'.

  1. Capitone Gancho said, on December 12th, 2007 at 1:26 am

    Grande AJOTA!Que ideia “ma-ra-vi-lho-sa” em dares a conhecer ao pipóle cibernautica as tuas cantigas de e com amor, eddie e não eddie tadas… nem eu um cartoon faria melhor…Agora brincando e falando sério Parabéns e continua dar música aos nossos canais auditivos.

    Um Saravá e um BéHaja

    PS- Esta malha está TOP!!pena nao ter sido editada! talvez qui ça a postriori num best of (:P) nos brindes com este são.

  2. alice said, on December 12th, 2007 at 4:35 pm

    (…) senti um enorme negrume e como era costume o ciúme a queimar no lume no máximo gás… agora eu já sei que nunca mais vai ser assim os dois…
    é tão assim… tu nunca estás para mim…
    ai sina minha, ai de mim…

    Julgavas que para andar se seguia pela estrada, mas finalmente, perdeste o medo de seguir o teu trilho.

    Já era tempo!! O teu baú tem tesouros imensuráveis!

  3. Farney said, on December 12th, 2007 at 4:54 pm

    O teu baú tem realmente coisas bonitas e préciosas! É de valor mostrá-las à população em geral, falo nomeada e mormente, os teus fãs!

    Avrço civernético

  4. Daniel said, on December 13th, 2007 at 3:16 am

    bem…isto só revela um pouco da capacidade imaginativa do AJ…
    Há muito mais preparado para nós (espero eu)…

    bem…falando a sério… Cá te esperamos dia 26/01/08…por isso…prepara-te…

    p.s- ja te contei a história da minha sobrinha (6 anos) a pedir a música (segundo ela chama-se miúda) mas já a sabe de cór…por isso.. (efeitos morangos)

    na brinca

    continua com essa grande capacidade creativa…o pessoal gosta

    ABRAÇO

  5. ed said, on December 17th, 2007 at 1:40 pm

    …Isto é tudo muito giro e tal, umas malhas bonitas, cantigas de amor e assim…Mas isto é tudo material do baú, tou é á espera que venha aqui parar o material que ficou guardado na arca dos congelados, entre o lombo de porco e as bifanas, onde pára o “ritmo do amor” versão eurodance?? Quero mais pérolas dessas!!
    (by the way, grande ideia mendes, sou fã das tuas baladas de amor! bem haja! ed)

Leave a Reply