O Blog Do Mendes

Reader’s Digest

Publicado em Mendes ortónimo por miguelaj em January 30th, 2008

Fado-revista.  As selecções do reader’s digest ofereciam (se calhar ainda oferecem), num produto práctico e compacto, toda uma maneira de estar na vida. É assim como uma espécie de caldo knorr literário.

Get the Flash Player to see the wordTube Media Player.

(download)

Reader’s Digest

Quero a vida pacata que acata o destino sem desatino
Sem birra nem mossa, que só coça quando lhe dá comichão
À frente uma estrada, não muito encurvada atrás a carroça
grande e grossa que eu  possa arrastar sem fazer pó no chão

e já agora a gravata, com o nó que me ata bem o pescoço
para que o alvoroço, o tremoço e o almoço demorem a entrar
quero ter um sofá e no peito um crachá quero ser funcionário
com cargo honorário e carga de horário e um ponto a picar

vou dizer que sim, ser assim assim, assinar a reader’s digest
haja este sonho que desde rebento acalento em mim
ter mulher fiel, filhos, fado, anel,  e lua de mel em frança
abrandando a dança,  descansado até ao fim 

quero ter um t1, ter um cão e um gato e um fato escuro
barbear e rosto, pagar o imposto, disposto a tanto
quem sabe amiude brindar à saude com um copo de vinho,
saudar o vizinho, acender uma vela ao santo

quero vida pacata pataca gravata sapato barato
basta na boca uma sopa com pão com cupão de desconto
emprego, sossego, renego o chamego e faço de conta
fato janota, quota na conta e a nota de conto

vou dizer que sim ser assim assim assinar a reader’s digest
haja este sonho que desde rebento acalento em mim
ter mulher fiel, filhos, fado, anel,  e lua de mel em frança
abrandando a dança,  descansado até ao fim

13 Responses to 'Reader’s Digest'

Subscribe to comments with RSS or TrackBack to 'Reader’s Digest'.

  1. Farney said, on January 30th, 2008 at 10:15 pm

    Bons 2 segundos de música..

  2. Ayeye said, on January 30th, 2008 at 11:27 pm

    ancha malha do bispado. agora um tiro na garganta ao cantor, aí é que lhe saíam umas belas notas

  3. Ayeye said, on January 30th, 2008 at 11:30 pm

    assim em jeito de fado de tasca. um scar-throat

  4. Sofia said, on January 31st, 2008 at 11:41 am

    simplesmente gostei

  5. AnAndrade said, on February 3rd, 2008 at 12:22 am

    É lááá… Brilhante!!
    Só me falta o belo do chouriçame assado, mai’la broa e a sangria!!

  6. Francisco said, on February 5th, 2008 at 12:18 am

    A letra é absolutamente genial! Toada saltitante em jeito de conformismo. Linda. Melhor mesmo só ouvi-la em pleno acto de leitura de umas Selecções que, como todos sabem, devem ser lidas na casa de banho.

    Abraço!

  7. jorge mendes said, on February 5th, 2008 at 5:19 am

    Obrigado, bom povo.

    Versei aqui sobre a ciencia do quotidiano, sobre a qual (salvo seja) me tenho debruçado.

  8. Crespo said, on February 6th, 2008 at 5:57 pm

    Mt bom Mendes, q retrato!

  9. ed said, on February 25th, 2008 at 6:33 pm

    Esta merece uma salva de palmas Mendes, e como eu não faço a coisa por menos, e vai disto!!

    CLAP*CLAP*CLAP*CLAP*CLAP*FUIIIIIIUUUUUUUUUUU*CLAP*CAP

  10. miguelaj said, on February 26th, 2008 at 12:35 am

    Gratos, ed.

    Ando sem monitor no mac, mas mal resolver isso volto ao ataque com mais malhame esquecido que tenho em carteira.

    abraçao

  11. Maree said, on October 28th, 2008 at 7:57 pm

    Interesting to know.

  12. Luisa said, on February 4th, 2010 at 6:58 pm

    vim ca dar-te os parabens, fazes um belissimo trabalho! bj lu

  13. Lina Rodrigues said, on March 26th, 2010 at 4:22 pm

    Nâo fazia ideia de que a parte branca do fiambre era tão saborosa !!!
    Uma “Nobre” criação!
    Beijos

Leave a Reply